Para os apaixonados por Animais...

"Não me importa saber se um animal pode raciocinar. Basta saber que é capaz de sofrer, e por isso o considero meu próximo."

 A. Schweitzer 

18198493_1626227227418080_16205834482549

Meus vídeos com meus malteses:

 

Os dois brincando juntos:

 

Vídeo 1

 

 

 

Nick:

 

Vídeo 2

 

 

Vídeo 3

 

 

 

Teddy:

 

Vídeo 4

 

Gostou dos pequeninos das fotos? São nossos cãezinhos. O da esquerda é Maltês com York Shire; os brancos, malteses, e a maior é Husky Siberiano.

São supermeigos: companhias perfeitas.

 

Sempre procurei obter o máximo de informação: cuidados, alimentação, saúde física e mental dos cães. Eis então um pouco daquilo que aprendi com veterinários e com minhas leituras:

 

Antes de adotar um cãozinho. pense na finalidade. Isto é, se você quer para companhia ou para guarda. Reflita, pois há milhares de cães abandonados nas ruas por aqueles que simplesmente perceberam que não têm tempo para cuidar ou dinheiro para sustentar. Lembre-se: é um ser vivo e não um objeto que você usa e joga fora. Seja responsável!

 

Segundo veterinários, se o objetivo é adotar um cão para guarda, é bom optar por um de postura dominante, como Akita, Doberman ou Pastor Alemão. São cães naturalmente "poderosos" mas não menos adoráveis com seus donos. Se quiser um animalzinho para companhia, certamente recomendo o Maltês. São companhias adoráveis. Se você quer tirar um cochilo no sofá, ele te fará companhia, se quiser brincar, ele certamente brincará com você. É um cão que se acostuma facilmente com a rotina do dono.

 

Outros pontos importantes a analisar antes de adotar um animal é se você terá tempo de dar atenção a ele e condições financeiras para sustentá-lo. 

 

O bichinho não pensa, então, para que seja educado, é preciso que o dono use o instinto dele a seu favor. Sempre que fizer as necessidades no local errado, leve-o até o lugar correto, faça carinho. Nos primeiros dias, fique de olho, pois se pegar em flagrante, é melhor ainda. Não é uma tarefa fácil, mas seja firme, tenha postura e demonstre pro animal que você está bravo. 

 

Mantenha sempre o jornal ou o tapete higiênico limpo, pois eles não gostam de fazer as necessidades no mesmo lugar se este ainda estiver sujo. Muitos cães, após uma certa idade, passam a esperar serem levados ao pátio para fazer as necessidades. No meu caso, quando eles estão dentro de casa e as portas estão fechadas, procuram o tapete higiênico, que sempre deixo no mesmo lugar, para terem como referência.

 

Dicas para manter a saúde do seu animal em dia:

 

*    No momento em que adotá-lo, peça a carteirinha de vacinação. As principais e indispensáveis são a V10, que previne dez doenças e deve ser feita em três doses, nos três primeiros meses de vida do animal, e depois deve ser reforçada a cada ano; e a vacina contra a Raiva, que é feita uma dose a partir do 4º mês de vida e deve ser repetida todos os anos.

Existe também a vacina contra a Giardia, que é um protozoário que causa infecção no animal. Mas segundo uma veterinária com quem conversei, só é necessário fazer se o dono pretende levar o animal à praia, onde estes protozoários estão presentes em massa. É aconselhável que mantenha o animal tomando algum vermífugo, que contenha Febantel, como por exemplo, Vermivet Plus, de três em três meses. É importante que ele esteja sempre protegido contra os vermes, afinal, está sempre em contato com bactérias.

 

*     Mantenha sempre água fresca e renovada para seu animal. Até o 6º mês é aconselhável que ele seja alimentado três vezes ao dia, com uma ração saudável e bem conceituada. De preferência que contenha os Ômegas 3 e 6. Depois deste período, sempre duas vezes ao dia. Se for comprar ração a granel, verifique se o pet shop mantêm a mesma coberta, pois se fica exposta, está sujeita a micróbios e a perder o sabor e a crocância.

 

*     Dê banho semanal ou quinzenalmente.

 

*    Se adotar uma fêmea e tiver a intenção de tirar cria, procure cruzar com um macho menor que ela, a fim de que os filhotes tenham um tamanho adequado para que o parto seja tranquilo. Não é aconselhável tirar criação mais de uma vez por ano, para preservar a saúde física da cachorrinha.

 

*    Se não pretender tirar cria, é aconselhável que castrar o animal. É melhor para ele e para você também. Melhor para ele porque evita algumas doenças, dentre elas, o câncer no útero e de próstata (obviamente, hehehe). E melhor para você porque os machos têm por extinto demarcar território, urinando pelos cantos da casa, o que é abominável pelos donos. Além disso, a castração influencia no psicológico do cão, deixando-os mais calmos, geralmente.

A castração nos machos é algo simples, são apenas dois pontos. Demora cerca de 15 minutos e custa em média R$ 200. A recuperação também é simples: ficará por uma semana com uma proteção na cabeça, que o impossibilitará de alcançar e lamber a cirurgia. Neste período pós-operatório, é aconselhável que o tutor aplique em cima do ponto Rifocina Spray, que é um remédio cicatrizante vendido em farmácias e clínicas veterinárias. 

 

Uma das principais coisas que aprendi no meu relacionamento com meus cães é que, mesmo se você não tiver tempo para brincar com eles, você precisa procurar estar perto, mesmo que cozinhando, escrevendo ou estudando. A companhia é tudo para um animal! 

  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon